13.2.13

Deviant Tales Livro 2 Ato 10 por Mel Kiryu



Livro 2 Deviant Tales
Ato 10

Desistir
(Não importa como)
É uma escolha perigosa

Quarta-feira, seis de julho

       Dividia a cama com Misato e tinha acabado de despertar, a primeira coisa que percebeu foi a luz pálida do dia, erguendo um pouco mais as pálpebras viu Kiiro deitado ao lado de seu corpo na beira da cama.


         Nem sabia no que estava pensando, quando ouviu seu celular tocar sobre uma cadeira.
Atendeu depressa, pois sabia que Misato ainda dormitava no outro lado da cama enquanto Kiiro dava um pequeno salto ao chão, lambendo despreocupado a própria pata.
__Moshi, moshi...
__Ohayo, Raiden... Te acordei, filho?
__Não, pai... Já havia acordado.
__Está falando baixo... Tem alguém com você?
__Tem sim... Estou com aquele meu amigo que mencionei.__ Raiden disse discreto, quase saindo do quarto, vestia apenas uma cueca.
__Entendo... Vai fazer algo amanhã no feriado?
__Por acaso vou trabalhar para o Jornal Wakeshima no feriado... Por que?
__Trabalhar no feriado?__ Ihara sorriu, mas havia um tom de censura amigável em sua voz.__ Raiden... Quando virá a Tokyo me visitar? Pode trazer esse “amigo”, se quiser.
__Desculpe, pai... Não sei quando vou poder ir a Tokyo...
__Não me faça ir aí puxar sua orelha, Raiden.__ Ihara disse num aparente tom de brincadeira, que soava bem sério.__ Toda vez que ligo tem uma desculpa, por a caso fica ensaiando em frente ao espelho?
__Não dá tempo de ensaiar, geralmente é no improviso mesmo...__ Raiden riu suave.__ Prometo que em agosto dou um jeito de ir a Tokyo, pai.
__Dessa vez está prometendo, hein? Não vou deixar esquecer essa promessa... Terei que desligar, estou entrando na faculdade Mitsuhashi.
__Eu sei... O Departamento de História te espera.
__Mas, eu ligo amanhã... Tudo bem?
__Claro...
__Cuide-se, filho... Mata na.
__Ja ne.__ Raiden encerrou, fechando o flip do celular. 

    Embora estivesse com o celular na mão, se perguntou distraído que horas seriam e se virou se deparando com Misato sentado na cama com cara de poucos amigos, o cabelo loiro pálido meio bagunçado, um olhar invocado e que mesmo assim Raiden achava sensual.
__”Amigo”?__ Misato retorquiu bravo, mas sem erguer a voz jogando o lençol para outra ponta da cama.__ Quer dizer que eu não passo de um “amigo”?
         E Misato levantou brusco da cama, também só trajava em short, nada mais.
__E que negócio é esse de trabalhar no feriado? A gente não ia viajar juntos? Que droga, Raiden!
__Eu ia te contar, Misato... Não queria ter te acordado, nem que soubesse dessa forma.
           Raiden largou o celular sobre a cadeira e vestiu sua camisa pendurada no encosto.
__Podia ter contato ontem!__ Misato rebateu cada vez mais zangado.__ Se não contou é porque não quis!
            E passou como um vento bravo por Raiden entrando no banheiro.

__Misato-san...__ Raiden se chegou entrando no banheiro.__ Eu queria ter contado ontem... Mas, você parecia tão anormalmente inseguro... Resolvi ficar ao seu lado, não queria te aborrecer.
         Estava ligeiramente inclinado, urinando. Não olhou para Raiden, tinha uma expressão sisuda enquanto lavava as mãos eu rosto na pia.
__O que quer dizer com “anormalmente inseguro”? 'Tá me gozando ou o quê?!__ Misato perguntou de repente, as gotículas escorrendo por seu rosto.
__Isso não tem graça... Você estava agindo estranho ontem e eu sei que a culpa é minha... Eu não quero fazer você sofrer, Misato.
__Era o que faltava! Vai dizer o quê?! Que vai terminar comigo?... Não me olha com essa cara de piedade, Raiden!
__Não...__ Raiden suspirou cabisbaixo.__ Tudo seria muito mais difícil se você não estivesse ao meu lado... É muito provável que sozinho... Eu teria arrumado um jeito de desistir de tudo.
           Era um evidente desabafo, Misato ficou alarmado pelo desalento na voz de Raiden.
Sentiu um violento temor dentro de si ao ouvir Raiden dizer “Eu teria arrumado um jeito de desistir de tudo”... O que isso queria dizer? Que Raiden estava tão triste a ponto de pensar em suicídio? Misato não tinha coragem de perguntar.
                   No entanto, nem precisava perguntar...  

__Misato... Me pergunto se era assim que minha mãe se sentia... Se ela desistiu por que não suportou ser abandonada pelo meu pai... Será que tudo tinha perdido o sentido para ela?
           Raiden ergueu o rosto e fitou Misato, havia uma expressão tão vazia e desatenta nas feições de Raiden que a única resposta imediata de Misato foi abraçá-lo forte, uma de suas mãos deslizou com firmeza numa demorada carícia por seu cabelo escuro.
          Inquietava Misato que Raiden apenas se recostasse nele, sem retribuir o abraço. Como se Raiden pensasse tanto, que não conseguisse se livrar da prisão que era sua própria mente repleta de perguntas sem respostas.
__Quer parar com isso, Raiden?__ Misato perguntou sem conter o tom de zanga, embora o abraço fosse carinhoso.__ Não tem porque pensar em suicídio... Quer me deixar louco?
              Não parecia apenas zangado, Misato também não podia esconder o quanto estava preocupado e ficou um tanto agoniado quando Raiden o empurrou ainda que sem brutalidade e foi até a pia lavar seu rosto, enquanto replicava sem uma emoção descente na voz:
__Não estou pensando em suicídio... Apenas na minha mãe.
              E depois de lavar o rosto, enquanto as gotículas desciam por sua pele gotejando na pia, sabia que Misato ainda o olhava desconfiado, com um possível aperto no coração.
Foi até ele ainda tendo o rosto úmido, mexendo no cabelo de Misato com um sorriso vago no rosto que agora mostrava suaves feições.
__Nunca me senti tão egoísta, Misato-san...__ Raiden disse brincando com os dedos no cabelo loiro pálido dele.__ Porque apesar de causar tanta preocupação, de fazer você sofrer sem poder pagar com o amor na mesma medida... Nunca precisei tanto de você quanto agora.
__Que tolice, Raiden... Nunca quis tanto quanto agora que eu fosse necessário a você.
           E Misato disse isso como um segredo, a alma doída. Segurou os dedos de Raiden antes se enroscando em seu cabelo e beijou-lhe demorado a palma da mão...

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...