15.2.13

Deviant Tales Livro 2 Ato 11 Parte 1 por Mel Kiryu



Livro 2 Deviant Tales
Ato 11 Parte 1

Prólogo

        Naquela véspera de feriado, a cidade estava sendo decorada para o festival de Tanabata Matsuri.
    Quase todas as ruas e praças estavam sendo ornamentadas com grandes ramos de bambu com inúmeros papéis coloridos pendurados simbolizando as estrelas, onde os moradores escreveriam seus pedidos.
       Havia também faixas compridas em cores vivas penduradas, ainda mais bonitas iluminadas pelo sol, agitadas pela brisa de verão...


                                                Cuidado com o que deseja

             Seiji andava bem envolvido com seu trabalho no Conservatório.
          Desde a semana passada andava organizando uma oficina musical com seus alunos chamada de Oficina Infantil Cordas de Nylon, pois focava o ensino da introdução ao violão popular.
          E seu aluno mais dedicado, Kentaro Kenji, não perdia nenhuma aula. Passava todas as tardes no Conservatório com seu querido Sensei.
         Aliás, desde a prisão de seu pai Kentaro Izanami, tinha se apegado ainda mais a Seiji.
                Naquele dia saíram juntos do Conservatório, logo ao findar das aulas.
                       Kenji encontraria com sua mãe há poucas quadras dali.

__Olha, sensei! Já estão decorando a cidade... Olha quantas cores!
__Aqui em Akita a decoração é bem bonita...
__Vem, sensei! Vamos escrever um pedido nas estrelas de papel!
           Kenji abriu um imenso sorriso animado, puxando Seiji pela blusa amarrada na cintura. Os dois deram uma pequena corrida juntos em direção a alguns compridos ramos verdes de bambu repletos de papéis pendurados cortados cuidadosamente em formato de estrelas de cinco pontas.
             Seiji segurou uma estrela amarela e ficou olhando para ela como se pudesse preenchê-la com a força do pensamento quando Kenji que já tinha escrito seu pedido numa estrela pendurada do outro lado parou perto de Seiji com um hidrocor na mão.
__Não sabe o que pedir, sensei?...
__Bom... Até sei, Kenji... Só não sei se seria traição...
         Olhou sem muito entender para Seiji que depois de refletir alguns segundos mais, escreveu com o hidrocor de Kenji em sua estrela amarela...
                        “Quero que meu coração se decida. Seiji”

          Andou mais um pouco com Kenji, mas a mãe dele ainda não tinha chegado à porta da sorveteria onde tinha marcado com ele. Por isso, foi o próprio Kenji que sugeriu para ficaram à sombra, debaixo de uma ponte a poucos metros da sorveteria.
          Sentaram num pequeno vão de concreto, encostando seus violões por perto.
__Kenji, sua mãe não vai te ver aqui... Não é melhor a gente ficar perto da sorveteria?
__Tudo bem... Assim eu posso ficar mais tempo com meu sensei.
          Não podia demorar muito, tinha marcado de se encontrar com Jin naquele fim de tarde, mas apenas sorriu para Kenji que abraçou afetuoso seu braço.
__Isso... É porque sente falta do seu pai, não é?__ Seiji perguntou sentado ao lado de Kenji.
Estranhou o jeito que Kenji recuou o olhar, tendo as bochechas muito rosadas.
__Ah, desculpa... Eu falei o que não devia?...__ Seiji disse desconcertado.
__Não tem a ver com meu pai... Tem a ver com meu sensei...
__Comigo?...
           A indagação de Seiji era tão inocente, de modo que ficou completamente sem ação quando Kenji sentou com as pernas abertas em seu colo, de pronto apertando sua boca de doze anos recém-completos contra os lábios desprevenidos de seu sensei.
            Ali à sombra, debaixo da ponte. Longe dos olhares da calçada acima deles.
__Kenji... Por quê?...
           Seiji tentou afastar Kenji, mas ele enlaçou seus braços em torno do pescoço de Seiji, que tinha seu corpo tenso, seu olhar assustado... Uma criança de doze anos estava mesmo tentando seduzi-lo?
              E sem se importar com a resistência, com o susto nos olhos de seu sensei, Kenji beijou o cantinho da boca, depois os lábios, roçando seu joelho entre as pernas de Seiji...
             Aquilo passava dos limites, porque Seiji estava começando a ficar duro. Segurou Kenji algo hesitante, na tentativa de afastá-lo, mas logo o ouviu replicar com sua voz meiga de criança, mas com o olhar ausente de inocência de um adulto:
__Sensei... Sabe qual pedido escrevi?...
__Não quero saber...!__ Seiji rejeitou até mesmo o contato visual, atordoado.__ Você... É só um menino, Kenji...
__Mas... Sensei gosta de meninos...__ Kenji contestou ainda que com doçura.__ Eu já vi você com seu namorado... Sensei não gosta de mim?...
         A pergunta era feita num tom tão desprotegido, como se Kenji fosse romper em lágrimas se recebesse uma recusa.
                     E parecia prestes a romper mesmo!
         Seiji não queria que ele chorasse porque se sentia mal em magoar seu aluno mais dedicado e, além disso, sabia que a mãe dele devia estar chegando... O que ele diria a mãe de Kenji caso se deparasse com seu filho a chorar?

[Continua a encrenca...]



20 comentários:

  1. Olá Mel^^
    Valente encrenca mesmo... O Kenji é um anjinho que não sabe o que está a fazer, ou se calhar sabe...
    Juntou dois meninos fofinhos ^^"

    ResponderExcluir
  2. Tem razão, o Kenji apenas pensa que sabe o que está fazendo...
    E os dois fofinhos até que ficaram bem...
    Mas, isso é mesmo uma imensa encrenca!

    ResponderExcluir
  3. É entre eles o shotacon?
    O Kenji é bem diferente do pai...
    Agora o Seiji tem de ser sincero com o menino de uma maneira que não o magoe

    ResponderExcluir
  4. Sim... Porque o Kenji tem mais malícia que o Seiji se bobear.
    Então, para o SEiji não vai lá ser muto fácil lidar com isso.
    O Kenji tem uma fofura diabólica.

    ResponderExcluir
  5. Ah... entendo meninos assim... o Seiji que tome cuidado.
    Mel já tem o capitulo 89 de vampire Knight em português

    ResponderExcluir
  6. Onde saiu? Estava comentando hoje mesmo sobre isso...

    ResponderExcluir
  7. Demorei um pouquinho porque estava vendo o último episódio de kuroshitsuji...(Que não foi justo)

    ResponderExcluir
  8. Eu fiz o download no Karina sensei mas não consegui descomprimir então estou a ler online no rebmanga.
    Eu já vi kuroshitsuji e não gostei do ultimo episódio também

    ResponderExcluir
  9. Eu queria que o Sebastião devorasse a alma do Ciel... -.-"
    Vou lá ver no Karin Sensei.
    Se eu descompactar te aviso.

    ResponderExcluir
  10. Eu realmente pensei que fosse acabar assim, de demónio tem pouco...
    Ok^^

    ResponderExcluir
  11. O Ciel se mostrou um demônio pior que o Sebastian.
    A primeira tentativa de download, o arquivo veio em formato desconhecido.
    estou fazendo uma segunda tentativa.

    ResponderExcluir
  12. A segunda tentativa falhou e este tal de rebmanga não está abrindo aqui... Que droga.

    ResponderExcluir
  13. Pois em fiz o download duas vezes e não consegui abrir
    se quiser envio-lhe o link
    Eu fiquei com pena do Sebastian ter de servir o Ciel para toda a eternidade

    ResponderExcluir
  14. Não tem problema, amanhã eu tento ler neste site rebmanga...
    Vou ver se termino o capítulo 14 que estou escrevendo.
    Conforme for amanha~deixo um comentário no Karin Sensei avisando o erro.
    Exatamente, eu que não queria servir um moleque mimado para toda eternidade...(ou então eu o submeteria a castigos sadomasoquistas por toda eternidade!)

    ResponderExcluir
  15. eu estou escrevendo mas nem a meio vou...
    Eu também não queria... mas a Riku gosta do Ciel...

    ResponderExcluir
  16. Eu também pensava que gostava do Ciel... Cheguei a conclusão que realmente prefiro o Sebastian.

    ResponderExcluir
  17. O Ciel tem uma aparência fofa o problema é aquela personalidade, realmente as aparências enganam...
    Eu sempre gostei mais do Sebastian e do Grell

    ResponderExcluir
  18. Sim... Mas, em alguns episódios, tinha algo no Ciel que eu gostava...
    Depois, fui obrigado a mudar de ideia...
    E o Alois?... Nunca gostei dele.
    Pra que fui ver esse anime ainda não sei...

    ResponderExcluir
  19. Eu no geral gostei do anime, eu também não gostei do Alois desde o primeiro episódio que ele aparece
    Mel eu vou ter de sair
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  20. Tá certo, acho que ainda estou sob o efeito do final...
    Não é de todo mal.
    Até amanhã, Rima!
    Beijo♥

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...