22.2.13

Deviant Tales Livro 2 Ato 16 por Mel Kiryu



Livro 2 Deviant Tales
Ato 16

Não tem coisa pior
do que depender de alguém para ser feliz

 Tarde do dia sete de julho

       Se Miruha não tivesse uma memória tão boa, diria que estava vivendo um déjà vu.
Estava logo atras de Raiden em meio a pequena multidão que assistia o concerto no coreto.
Não havia como não lembrar a primeira vez em que Raiden viu Seiji tocando guitarra na calçada, ambos não passavam de desconhecidos um ao outro.


         E tal como naquele dia de janeiro, Raiden tinha um sorriso macio no rosto enquanto observava Seiji tocar, com algum custo conseguiu bater três fotos, a terceira não tinha certeza se tinha ficado boa... Pois como naquele dia, tinha lágrimas na beira dos olhos.
         Miruha não teve coragem de dizer a Raiden que tinham que ir, que havia outro evento importante a ser documentado. Enquanto Raiden estava impossibilitado de desviar seus olhos de Seiji, logo atrás Miruha olhava sério para Raiden, também não conseguia desviar seus olhos dele.   
    Sentia uma necessidade estranha de por o momentâneo bem estar de Raiden acima do trabalho tão importante para o Jornal Wakeshima.
      Não conseguia resistir a esse estranho sentimento, mas no mesmo instante, receava que Raiden apenas se magoasse mais.
        Se fosse há alguns meses passados, seria incisivo com Raiden, apontaria para o relógio em seu pulso e diria em sua seriedade tão ríspida que tinham que continuar a trabalhar.

          Houve aplausos após o concerto oferecido pela Oficina Musical do Conservatório, as crianças agradeceram fazendo uma reverência junto de seu sensei, bem devagar a pequena multidão se dispersava.
         Raiden observou sem se aproximar as crianças cercarem Seiji, elas o abraçavam e ele sorria para seus alunos.
        Quase esquecia de respirar, estava com tanta saudade! Tudo que Raiden queria era poder abraçar Seiji ainda que não dissesse nada... Sobre o olhar preocupado de Miruha, não conteve os próprios pés trocando passos, indo na direção de Seiji com seu próprio coração a ponto de implodir dentro do peito.
         Dizia para si mesmo que se aproximaria por trás, que tocaria suavemente seu ombro quando de repente Raiden freou seu andar, não conseguiu dar mais nenhum mísero passo quando Jin surgiu entre as pessoas que circulavam perto do coreto e se jogou feito um moleque no ombro de Seiji.
        Viu os dois trocarem poucas palavras, sorrirem-se.
        Jin agarrou Seiji com atrevimento e afeição, pareceu cochichar algo e beijou-lhe a face logo ajudando Seiji a guardar o violão na capa, prestes a se distanciarem dali...

O sorriso macio de Raiden sumiu.
A vida escapava de seu interior, era assim que se sentia e o mundo a sua volta se descoloria.
Não enxergava nada mais que um cenário cinzento.
E repentino, sentiu uma mão tocar seu ombro, virou seu rosto anestesiado e encontrou o semblante de Misato.
__Tudo bem, Raiden?__ Misato perguntou, acariciando lhe o ombro.
“Não... Eu estou morrendo por dentro.”__ Mas, não podia dizer isso. Não queria preocupar Misato, aliás nem fazia ideia que ele estava ali misturado a mesma pequena multidão de antes.
__Claro... Estou bem.__ Raiden acabou dizendo num tom de voz inexpressivo.
__Terminou o seu trabalho?
__Não... Prometo ficar contigo, assim que eu terminar.
       Tinha meiguice desprotegida no olhar de Raiden e ele até sorriu sem mostrar os dentes, mas Misato sabia que aquele não era o verdadeiro sorriso de Raiden, não passava de um sorriso unicamente projetado nos lábios, uma sombra de sorriso.
__Então, eu te espero em casa.__ Misato disse algo sério, sentindo a mão de Raiden tocar a sua sobre o ombro dele.
          Raiden apenas assentiu, trocaram olhares somente, não era boa ideia trocarem mesmo um pequeno selinho em público.
          Mas, se Misato pudesse beijar Raiden, se assustaria com a falta de calor que havia nos lábios dele.
        Tomou distância e enquanto se misturava as pessoas nas ruas, Misato viu Raiden também seguir outro caminho acompanhado de Miruha.
       Assim como Seiji e Raiden, também tinha escrito seu desejo para o feriado de Tanabata Matsuri.

Misato escreveu em uma tira colorida de papel com a caneta de outra pessoa seu maior desejo.

“Quero que Raiden sorria.
Não somente com os lábios.
Quero que Raiden sorria com alma.
M. K”

           Naquela tarde, Misato compreendia uma série de pequenas verdades.
         A pior delas é que não cabe o egoísmo dentro do verdadeiro amor.
        A outra coisa é que esteve certo durante todo tempo desde que se apaixonara por Raiden quando eram crianças.
Odiava se apaixonar... Era uma merda.
Amar assim alguém devia ser proibido.


8 comentários:

  1. Olá Mel^^
    Fiquei com pena do Raiden parecia tão perto do Seiji mas ao mesmo tempo tão longe...
    O primeiro ensinamento do Misato acho que estava certo o segundo não tenho tanta certeza..

    ResponderExcluir
  2. Como sempre, se o Seiji soubesse que o Raiden estava perto... Tudo seria diferente.
    Mas, com isso o Raiden ficou com a sensação que Seiji está muito bem sem ele.
    Isso é que foi o pior para Raiden.

    ResponderExcluir
  3. Baka do Seiji devia ter olhado na direção do Raiden.
    Isso é mesmo, mas o Seiji está mesmo sentindo a falta dele. Isso tudo é um grande mal entendido

    ResponderExcluir
  4. Um terrível mal entendido mesmo...
    E que tende a ficar pior.

    ResponderExcluir
  5. Ainda pior, a Mel está a pensar em separa-los cada vez mais ou em junta-los? Eu começo a ficar na dúvida

    ResponderExcluir
  6. Rima... Calma... Eu não quero separar o Raiden e o Seiji de vez.
    Mas,eu quero que o Seiji sofra um pouquinho mais...

    ResponderExcluir
  7. Fazendo o Seiji sofrer coitadinho, fico com pena dele...
    Mel eu estou de saída
    Beijinhos e até amanhã

    ResponderExcluir
  8. Não é por sadismo... É que se ele voltasse a ficar com o Raiden agora, ainda ia ficar dividido entre ele e o Jin.
    Então, deixa ele aprender a lição, né?
    Até amanhã!
    Beijos

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...