3.2.13

Deviant Tales Livro 2 Ato 2 por Mel Kiryu



Livro 2 Deviant Tales
Ato 2

Obrigado por me amar

Três de Julho, domingo

          O vapor subia enchendo o banheiro, deixando úmidas as paredes.
        Beijavam-se sob a água morna, não parecia haver o menor problema em Raiden estar vestido, sua roupa ensopada colocada no corpo junto a Misato nu em pelo, aquele banho tinha se transformado num ato vazante de erotismo.

             Tudo porque durante o banho de Misato, Raiden entrou no banheiro para urinar.
     Foi com a cara mais sacana, o sorriso mais afetuoso e safado que Misato molhou Raiden de propósito e no que ele foi tirar satisfação arregaçando invocado as mangas da blusa, acabaram se atracando sob o chuveiro, Misato apertou vigorosamente sua boca contra a de Raiden prendendo-o contra ao azulejo repleto de gotículas e logo houve uma inevitável entrega.
          Sua mão que prendia o pulso de Raiden com uma sensualidade brutal deslizou e suas mãos se uniram, seus dedos se envolveram com a mesma intensidade daquele beijo.
       Era um beijo lento, suas línguas se emaranhavam, um bebia a saliva do outro em meio a uma insensatez excitação.

           Para Misato era como se jamais houvessem se separado, ficava mais convencido disso a cada dia, a cada vez que faziam amor em sua casa. De sua parte palpitava o mesmo amor de outrora, às vezes parecia que era um amor nunca sentido, era como se estivesse enfim em paz por ter Raiden ao seu lado.
             Depressa as roupas de Raiden voaram encharcadas pelo piso do banheiro, a única peça que permanecia colada em sua pele era a camisa, mordeu a própria manga enquanto era penetrado por Misato, seus gemidos mais tórridos que a própria água enchiam o banheiro imerso em vapor.
               As estocadas eram rápidas, iam fundos, seus corpos tremulavam uníssonos.
            Misato gozou primeiro, seguido de Raiden. Olharam-se ofegantes ainda sob a água vertendo, unindo seus lábios num selinho demorado.
                                       Contudo, nem tudo era perfeição.

                   Como é de praxe, depois do sexo bateu aquela “fominha”.
            Raiden estava na cozinha de Misato fazendo shitake na manteiga trajando apenas uma yukata, como estava algo distante dali nem percebera Misato o observando da porta da cozinha, apenas se deu conta da presença dele quando sentiu o odor do cigarro.
__Me pergunto quando iremos também ficar juntos na sua casa, Masahiko.__ Misato resmungou expelindo a fumaça pelo canto da boca.
__Não adianta insistir, Misato-san.__ Raiden retorquiu mexendo o shitake em pedacinhos na panela.__ Prefiro ficar por aqui... Não me sinto bem quando...
            Raiden interrompeu a si mesmo e acabou suspirando. Também recuou seu olhar, não queria dizer nada que terminasse por magoar Misato.
Todavia, Misato sabia.
            Descartou o cigarro dobrando-o ao meio, ao se aproximar afagou o cabelo de Raiden passando-lhe o braço na cintura.
__Quando vai exorcizar o fantasma daquele moleque da sua vida, Raiden?
                Havia desdém e algum notável sarcasmo na voz de Misato.
__Não fale assim...__ Raiden pediu em voz baixa, tampando a panela ainda em fogo alto.__ Antes de voltarmos, não escondi meus sentimentos... Apesar de eu dizer que ainda amo Seiji, você insistiu para ficarmos juntos.
__Se você aceitou, Raiden... É porque no fundo você quer esquecer!__ Misato argumentou beijando-lhe a nuca com ênfase afetuoso.
__Acho que não...__ Raiden disse pensativo.__ Do meu ponto de vista estou apenas fazendo sexo com o meu melhor amigo.
             Ouviu Misato soltar um murmúrio de desagrado, evidentemente irônico, mas sem deixar de ser cuidadosamente carinhoso.
__Não fique zangado, Misato...__ Raiden ergueu o olhar a fitá-lo.__ Reconheço que é uma imensa prova de amor da sua parte ainda me querer quando não posso retribuir do mesmo jeito.

            E a se olharem, Misato se perguntava quando veria aquela tristeza sumir de vez do olhar de Raiden, apenas conseguia vislumbrar outro olhar quando faziam sexo, pois o desejo momentâneo, aquela profunda excitação submergia e vencia por alguns momentos a ausência de alegria que estampava-lhe a íris.
              Quando faziam sexo sentia que de alguma forma Raiden era inteiramente seu.
Embora Misato não demonstrasse sua necessidade de sentir-se amado por Raiden, secretamente ansiava ouvir dele como ouvira tantas vezes no passado que era novamente sua razão de viver, seu único e necessário amor.
             Estava mesmo perdido no rosto de Raiden quando ficou irritado e desconfortável por ele sorrir tão macio de repente, Misato fechou a cara sem jeito, aquela rudeza era para disfarçar que o sorriso de Raiden o havia pego de surpresa.
__Você mudou muito, Misato-san.__ Raiden disse suave, tocando-lhe amável a carranca.
__Tsc!... Do que está falando? É claro que não!__ Misato retrucou ríspido, virando a cara.__ Sou o mesmo de sempre!
               Raiden riu baixo, puxando devagar o rosto de Misato para junto de si.
__Não... O Misato de agora está mais tranquilo, aprendeu que não precisa se machucar para ter minha atenção, afinal deve ter percebido que minha atenção sempre foi sua.__ Disse Raiden sem desviar seu olhar.__ Não consigo imaginar o Misato de antigamente cuidando de um gato, ou trabalhando numa livraria... Esse Misato de agora é ainda mais atraente pra mim.

              Raiden terminou de falar e beijou de levinho a boca de Misato, voltou sua atenção para a panela no fogo, tirou a tampa e acrescentou o molho shoyu.
             Nisso, Misato ouviu Kiiro bater com a pata na janela, enquanto ia ao quarto erguer a vidraça para seu gato entrar pensava que o dito por Raiden não era bem um “eu te amo”, contudo...
         Sorrindo para si, tinha que admitir que aquela pequena declaração não tinha sido nada mal.


23 comentários:

  1. Olá Mel
    Acho que quem está sendo um substituto é o Misato, que no fim vai sofrer...
    Mas o Raiden está sendo sincero com ele

    ResponderExcluir
  2. Sabe que pra variar não tinha visto a situação por esse ângulo?... Porque quando eu escrevo fico muito presa ao ponto de vista dos personagens.
    Mas, de fato... Ele está meio que substituindo o Seiji... Mesmo assim, o Raiden tem uma sinceridade sem igual com ele.

    ResponderExcluir
  3. Não eu é que tiro sempre conclusões diferentes...
    O Raiden está sendo bem sincero, problema do Misato mas o Raiden está certo o Misato está diferente

    ResponderExcluir
  4. Agora que não fique convencido demais...

    ResponderExcluir
  5. Mas... Você acha que assim do jeito que está agora... O Misato está pior?
    Acho difícil ele não ficar convencido...

    ResponderExcluir
  6. Não até acho que ele está mais bozinho, mas se por acaso o Raiden voltar para o Seiji ele vai fazer um pacto com Satanás.
    Ele já é convencido que é diferente né?

    ResponderExcluir
  7. Não, ora... Se o Raiden e o Seiji voltarem por um milagre, sempre tem o Jin para consolar o Misato, né? :)
    Concordo, é convencido sim... Mas, ainda gosto do Misato, demorou mas ele está amadurecendo.

    ResponderExcluir
  8. Isso se o Misato quiser o Jin...
    eu no inicio não gostei nada dele agora estou-me simpatizando

    ResponderExcluir
  9. É mesmo curioso, o Misato nunca se quer chamou o Jin pelo nome.
    Ele não leva o Jin a sério, porque o próprio Jin não se leva.
    No início o Misato tinha um postura mais agressiva...

    ResponderExcluir
  10. É mesmo ele sempre o trata por "ruivo metido" e o Jin acaba nem se importando.
    Ele era mesmo mais agressivo, Mel não sabe se ele anda tomando alguma coisa para ficar mais calmo?

    ResponderExcluir
  11. O Jin não se importa de ser objeto, ele se sente a vontade com essa ausência de comprometimento e podia chamá-lo até de cachorro que era bem capaz de latir!

    O remédio do Misato se chama Masahiko Raiden. ^^"

    ResponderExcluir
  12. O Jin precisa aprender a valorizar-se mais, mas para isso ele precisa sentir-se amado.

    Onde se compra um desses também quero...

    ResponderExcluir
  13. O Seiji ama o Jin, mas talvez não saiba demonstrar de modo satisfatório.

    Queri um Masahiko Raiden para você também?
    Bem que podia vender... Eu também ia querer um.

    ResponderExcluir
  14. Não me importava de ter um
    Isso é mesmo o Seiji não demonstra muito mas com o tempo quem sabe não consegue

    ResponderExcluir
  15. Eu acho que o Seiji é inseguro demais e o JIn não transmite a segurança que ele precisa... Porque o Jin é um poço profundo de carência.

    ResponderExcluir
  16. Por isso que eles sentem a necessidade ter o outro por perto, pois assim se completam

    ResponderExcluir
  17. Pois sim, mas incomoda ao Jin perceber a falta que o Seiji sente do Raiden.

    ResponderExcluir
  18. Mas ele não pode controlar isso apenas suportar se quer o Seiji por perto

    ResponderExcluir
  19. Não pode, é verdade.
    Mas, acho que é normal esse ciúme... O Jin sabe a importância do Raiden, aliás, o próprio Jin queria também que o Raiden gostasse dele.(o que pode parecer confuso, mas convenhamos que o Jin é bipolar...)

    ResponderExcluir
  20. porque ele quer ser amado.... continuo a achar que é por isso
    Mel vou ter de sair para o jantar depois devo voltar
    beijinhos

    ResponderExcluir
  21. Desculpe não ter respondido, aqui começou a trovejar e tive que desligar o pc.

    ResponderExcluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...