8.7.17

Linden Twins ♫ ♬ Capítulo 58 por Mel Kiryu


Capítulo 58

          Estava mais uma vez metido num quarto da enfermaria, a última coisa que se lembrava era a parede branco-óleo da emergência, pouco antes de apagar por causa de um sedativo.
    Huang acordou somente quando passava de meio dia daquela sexta-feira.
    Dois dias haviam se passado desde que tentara se matar.
    Quando despertou, seu corpo inteiro pareceu-lhe muito pesado naquele leito.

    Era uma sensação esquisita, como se sua alma estivesse levitando acima do leito, mas ainda estivesse presa por um fio ao seu corpo.
    Sentia como se tivesse esvaziado toda sua consciência e que agora tivesse outra, vazia e anestesiada. Pronta para absorver uma nova compreensão, apegar-se a novos conceitos, transpor algo maior e desconhecido.
     Só havia cigarras cantando dentro de sua cabeça, como se fosse uma longa e inquieta noite de verão.
     Moveu sua mão a sentir uma parte fria do leito e ainda com suas pálpebras a pesar, vinha-lhe em mente que estava cansado demais para o desconhecido, que desejava se encolher e ficar quieto ouvindo as cigarras em sua cabeça.
    No entanto, bastou Huang sentir uma pequena movimentação dentro do quarto para dobrar os dedos para a palma fria da mão, de repente a atadura em seu pulso lacerado e suturado pareceu-lhe demasiado apertada e encarou os olhos de uma enfermeira que trocava a embalagem de soro pendurada acima de sua cabeça.
     Uma dor fina, a pele a repuxar e desviou o olhar com algum desprezo por ter outro cateter mais uma vez perfurando sua mão.
    Não fez questão de prestar a atenção no dito pela enfermeira, mas não escapou aos seus ouvidos que o médico de plantão veria vê-lo em seguida.
                                                   
                                                     *********
              Não tinha pronunciado nem meia palavra se quer.
            Nem com o médico, ou com seu pai. Soube por ele que Dai e Sy tinham passado no hospital pela manhã e que Syoran estava do lado de fora, encostado ao lado da porta do quarto.
    "Você quer vê-lo?"__ Ouviu seu pai perguntar, quando tinha se ajeitado e estava sentado na beira do leito.
    Huang pareceu meditar a olhar para qualquer direção que seu pai não estivesse e apenas assentiu com a cabeça em concordância.
     Demorou um pouco, seu pai saiu do quarto e Syaoran não entrou em seguida.
     Huang não se importou, isso lhe deu tempo de descer do leito, puxar o suporte com o soro enquanto caminhava em torno do leito desconfortável.
    Quando Syaoran finalmente entrou, deparou-se com Huang de costas, em pé e olhando sem na verdade olhar a paisagem da única janela que havia naquele quarto.
__Syaoran...__ A voz de Huang ressoou, vagando feito uma pequena nuvem.__Seu grande idiota...
    Ouvir a voz de seu namorado fez Syaoran sorrir e Huang também sabia que ele estava sorrindo, podia visualizar o sorriso bobo de Syaoran em sua mente.
__Huang... Sabe, aquilo que você viu no corredor entre Jiang e eu...
__Eu odeio meu irmão.__ Huang retrucou esboçando um discreto sorriso triste para a vidraça da janela estreita.__ Não queria que você soubesse que ele existe... Você gosta mesmo dele?
     Syaoran tinha gana de se aproximar, mas estava em dúvida se devia. A voz de Huang estava assustadoramente calma, a ausência de malícia ferina era um indicativo que tornava Huang imprevisível.
                      Perigosamente imprevisível.
__Por que não queria que eu soubesse?__ Syaoran  indagou e em seguida sentiu-se um verdadeiro pateta por ter perguntado.__ Se eu gostasse mais dele, acha que eu estaria aqui?...
__Eu ouvi essa sua voz carinhosa se derretendo em gracejos para ele... Hum! Francamente, não sei mais porque perdi tempo em escrever uma carta de amor para você!
    Conforme deixava as palavras saírem, sua rispidez natural submergia, mas um tanto acuada e sensibilizada.
    Observando a silhueta de Huang, ouvindo sua voz, Syaoran sentia de pronto todo seu interior se aquecer de puro amor.
     E ficou quieto por um momento, sendo largamento arrebatado pela figura de Huang, até que sua voz amiga flutuou dentro daquele quarto até Huang que até então negava-lhe o olhar ao permanecer de costas.
__"Você foi a primeira pessoa em toda Terra que me causou uma paixão tão grandiosa, que quase tive vontade de rasgar todas as promessas de morte que fiz a mim mesmo tantas e tantas vezes... Eu sempre vou te amar, não importa a distância, o plano espiritual, o tempo que se vá diluir..."

     Huang estremeceu com força e encarou desnorteado o piso vinílico do hospital.
     Reconhecia aquele pequeno trecho, eram da carta de amor que escreva poucos dias antes de tentar se matar.
     E que soprado na voz amorosa de Syoaran faziam com que adquirissem um sentido brutalmente verdadeiro.
     Percebendo como Huang oscilou, não se conteve mais e se aproximou.    
    Syaoran estava desesperado para olhar o mais profundamente que podia dentro daqueles olhos.
__Huang... Olha para mim.
    A voz de garoto dócil e pidão fez Huang virar não apenas o rosto, mas o corpo também, o suporte de metal com o soro ligado a sua mão estava bem ao seu lado como um fantasma que ele considerava horrendo.
     E depois de quase um mês sem vê-lo, Syaoran se deu conta do quanto os gêmeos podiam ser diferentes.
     Não importava tudo que Huang passava, os golpes consecutivos que desferia a si mesmo cada vez que tentava se prejudicar. Em seu rosto e sobretudo em seu olhar ardia uma chama fria e orgulhosa, reluzente como mercúrio.
     Já Jiang quando mostrava o rosto sisudo, era uma mera máscara moldada no mau-humor. Não havia nele essa vivaz agressividade, mas uma meiguice cativante que às vezes tentava loucamente esconder.
__Você achou mesmo que aquele imbecil do Jiang fosse eu?__ Huang alfinetou.__ Tem que ser muito burro.
__Desculpa, Huang... Foi mal.__ Syaoran disse baixinho, desajeitado.__ Depois, quando vi que não era você... Cheguei a pensar que tivesse me abandonado.
      Se Huang tinha certeza de algo, era de que Syaoran não sabia mentir.
    Estavam a se olhar, quando Syoaran se moveu zeloso e trouxe para perto de si uma das mãos de Huang, de modo que pudesse observar o pulso cuidadosamente enfaixado.
__Eu não vou perguntar nada, Huang...__ Syaoran retrucou acariciando com a ponta do indicador os caminhos demarcados que haviam na mão pouco sensível de Huang, as linhas do destino.__ A não ser que queira me contar... Eu só vou te pedir... Haja o que houver... Que não saia mais do meu lado.
      A bem dizer, Huang mal sentia a carícia. O corte que tinha feito no punho que Syaoran segurava amoroso tinha sido tão fundo que dilacerara os tendões. Por isso, mal conseguia mover os dedos da mão esquerda.
  Razão pela qual se serviu de sua outra mão e acariciou a tez de Syaoran... Demoradamente.

36 comentários:

  1. Eu estou achando Huang tão fofo com esse mau humor todo. O trecho da carta foi tão lindo... Uma face que ele parece reservar apenas aos privilegiados. Sorte do Syaoran. Quero ver mais desse lado sensível do meu gatinho *♡* Juro que tentei imaginar a voz do Syaoran recitando o trecho da carta, e pensei em algo tão meiguinho, beirando a meninice kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu queria estar dentro da sua cabeça para saber como você imagina a voz de garoto pidão do Syaoran. :)
      Acho engraçadinho você achar fofo o mau humor do Huang... Você realmente alimenta alguma simpatia por ele, né? A conversa dos dois continua no próximo capítulo. ^^"

      Excluir
    2. Eu sempre tento imaginar as cenas em minha cabeça e junto veio a voz do Syaoran... Algo bem menino de olhos meigos e pidões mesmo kkkkk
      Verdade, eu alimento mesmo kkkk Antes mesmo dele aparecer, eu acho :p Gosto desse jeito dele intenso, que parece sentir demais a tudo e todos.. mas ao mesmo tempo se sente vazio. É um dos tipos de personagem que eu mais gosto ♥

      Excluir
    3. Por ironia, jeito de menino e olhinhos pidões que o Jiang também adora... E que por mais que queira esquecer, vai ser difícil.
      Golden Moon gosta dos personagens mais complexos e que dão mais trabalho para a autora xD

      Excluir
    4. Eu imagino! Mesmo que por um curto espaço de tempo o que eles sentiram e viveram foi intenso... Eu tô doida por esse desenrolar agora com o Huang *♡*

      Dão trabalho, e sua construção do personagem fica tão boa que é impossível não se deixar tocar por eles ♡.♡ Seja amor, seja ódio kkkk Huang não passa despercebido

      Excluir
  2. Oi Mel
    Sabe eu achei esses dois tão lindinhos.... achei o Huang tão meigo e frágil bem o oposto duque imaginava
    Mesmo que seja por pouco acho que nesse momento o Syaoran tem que ficar do lado do Huang
    E essa carta de amor tá linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É porque Rima, esse é o Huang sem usar sua máscara de agressividade comum. Sem fazer joguinhos psicológicos, guardando seu lado mau no bolso.
      Sim e o Syaoran vai sem ficar... Hoje ainda posto a segunda parte dessa conversa. ^^"

      Excluir
    2. Espero puder ver mais vezes esse lado do Huang
      Eba! Irei ler com gosto :)

      Viu? Também consegui terminar meu capitulo ^^"

      Excluir
    3. Acho que vai ver um pouco de ambos os lados da personalidade dele.

      Eu recebi e bem li :D
      Foi mesmo a tia do Yasuhiko que forneceu o KY?...
      Muito embora, esse KY só quebra um bocadinho o galho :P

      Excluir
    4. Bem ao menos dá para conhecer melhor o Huang
      Apesar que gostei desse lado do Huang deu vontade de o agarrar *-*

      Foi ela sim... no fundo ela deu o empurrão mas também queria seduzir o Kyoichi
      Quebra o galho em que sentido?
      Olha como a maioria dos leitores são brasileiros eu procurei um produto maisconhecido ai.... aqui não tem KY que eu saiba

      Excluir
    5. (eu realmente andei procurando esse tipode produtos na net ///>.<///

      Excluir
    6. Olha que o Syaoran concorda em gênero, número e grau contigo. ^^"
      Vontade de agarrar infinita \o

      Essa tia do Yasuhiko não se manca mesmo! o_o
      Tipo... Ele facilita um pouco a penetração, mas não é anestésico... Então, facilita um poco, mas não tira a possível dor do ato em si. Muito embora, só dói no início da penetração.
      Hum... Não tem KY aí? Curioso!
      Senti um leve tom de vergonha por ter procurado esse tipo de produto?... rsrs

      Excluir
    7. Eu e o Syaoran nos dariamos bem XD
      Ah ele parece mesmo um bonequinho de pelucia rsrsrs

      Não... ela vê que o sobrinho tá conseguindo arranjar pretendentes melhores que ela XD
      Eu não sei nunca precisei desse tipo de produtos
      Aqui o que se vê mais á venda é durex
      Senti me mais perversa duque estou ficando

      Excluir
    8. Acho que o Huang detestaria ser comparado a um bonequinho de pelúcia (daí faria algo para te deixar escandalizada, só para te contradizer.)

      Essa tia... Tem titica na cabeça se acha que consegue competir com o sobrinho, em se tratando do Kyoichi.
      Há quem use aqui no Brasil também um produto chamado vaselina (mas esse eu nunca usei, só a KY mesmo).
      Durex? Jura? Durex aqui é uma fita adesiva. 0_o
      Normal... :)

      Excluir
    9. Mas eu não diria isso na frente ( olha que quem me provoca anda recebendo troco)

      Acho que ela estava só afim de tentar petiscar o Kyoichi
      Vaselina aqui é muito conhecida mesmo para cuidar da pele
      (também já ouvi dizer que não é o mais indicado)
      Sim durex... tem varios produtos durex, desde lubrificantes a preservativos até dá muita publicidade na televisão da durex
      (mas fita adesiva... com esse nome...)

      Excluir
    10. Você já deve ter percebido que o Huang não se importa muito com as consequências.

      Entendi... Ela queria uma aventura suculenta com o Kyoichi.
      Durex é marca de camisinha aí?...

      Rima, postei um capítulo da Golden, agora só falta a imagem para o meu.

      Excluir
    11. Já percebi sim... mas devia comecar a importar-se um pouco, principalmente com as que não lhe fazem bem

      A bem dizer queria ( e no final lhe cravar dinheiro por essa aventura)
      Sim é isso...

      Ok eu irei ler :)

      Excluir
    12. Certa pessoa vai fazer o Huang perceber que ele não pode mais ignorar as consequências.

      Claro... Pode ser maluquinha, mas de louca mesmo não tem nada.

      Postei o meu também.

      Excluir
    13. Eu tou meio que imaginando quem seja essa pessoa XD
      E ja li seu novo capitulo
      OHuang mostrou toda a sua fraqueza e isso o deixa sentir-se mal, mesmo que ele queria odiar tudo é impossivel, ele nem conseguiu odiar o Syaoran pela traição (o Syaoran não mentiu em nada mas mentiria se o Huang lhe perguntasse se amou o Jiang)

      Não tem nada aliás ela é bem inteligente

      Excluir
    14. A princípio, se tem uma pessoa que o Huang pode confiar é o Syaoran... E não ocorreu ao Huang que o Syairan pudesse ter desenvolvido amor pelo Jiang (se tivesse essa percepção, ele atiraria o Syaoran pela janela do quarto -.-")

      Ela me lembra um bocado a Miyokichi do Rakugo Shinjuu (nossa mãe do yaoi, como eu odeio a Miyokichi... Ô mulherzinha do inferno!)

      Excluir
    15. Se ele confia nele... ou no Luciel mais tarde, deveria abrir todos os sentimentos com um deles, talvez esquecesse de querer odiar.. (se ele percebesse isso seria duplo suicidio rsrs)

      Olha meio que se parecem.. essa era mesmo uma mulherzinha irritante :P

      Excluir
    16. Bom, infelizmente não é ao lado do Syaoran que o Huang adquire tal percepção de anulação do ódio... Porque os dois (hunag e syaoran) vão perceber ao voltarem a conviver que algo mudou e o Huang vê que não é mais o seu Syaoran...

      Ah, logo vi... A tia é cheia das artimanhas.
      Põe irritante nisso!
      Mulher desalmada, destruidora de OTP's... :´(

      Excluir
    17. Infelizmente mesmo, porque o Syaoran é muito meigo e amoroso podia-lhe bem transmitir isso
      E o Syaoran no fundo vai se apercebendo que tambem não é mais o mesmo amor

      Se é... vai acabar esgotando a paciencia do Yasuhiko ainda que ame o sobrinho
      rsrs Mel a odeia e verdade

      Excluir
    18. Sim, o Syaoran também vai perceber que já não é o mesmo amor... Mas, mesmo assim ele não vai sair do lado do Huang, só quando o Huang dar um basta na relação deles! (Acho que te enviei esse capítulo em que os dois terminam)

      E o Yasuhiko é uma pessoa tão doce, tem que ser muito mocreia para esgotar a paciência do menino. :/
      Tenho um pouquinho de raiva do Sukeroku também... Porque ele foi uma pessoa tão fraca de espírito... Se deixando manipular pela Miyokichi.
      Mas, a Miyokichi é uma praga inclassificável. (*e bufa de raiva, depois revira o olhar...*)

      Excluir
    19. Eu imaginei que fosse o Huang a acabar com a relação, porque o Syaoran mesmo não amando do mesmo jeito ficaria sobrevivendo mantendo apenas o carinho ( hum deixa eu pensar...)

      kkk mexeu com o que não devia acabou-se a paciencia ainda assim o Kyoichi vai fazer uma forca para fazerem as pazes XD
      Sim eu tambem achei ele um bocado fraco as coisas podiam ter sido diferentes se ele não cedesse tanto

      Excluir
    20. Sim, o Syaoran jamais negaria ao Huang a ajuda que ele precisa, mas o caso é que o Huang rejeita depois a ajuda do Syaoran... Também rejeita de forma indireta a ajuda do pai.

      Kyoichi é um amorzinho mesmo...
      E eu adoro a parte que o Kikuhiko vai encontrar o Sukeroku depois que já nasceu a konatsu... Aquele reencontro me deu esperanças de o final da primeira temporada seria melhor, mas a Miyokichi tinha que aparecer para acabar com a alegria da Mel... Tentei ver a segunda temporada, mas não consegui... Eu adoro o Kikuhiko e a cada episódio que passa ele fica mais velhinho...

      Excluir
    21. Acho que no fundo o Huang não quer ser ajudado por ninguém

      Sabe me apeguei tanto a esses personagens que vai ser dificil deixa-los ^^"
      Eu também fiquei com esperança nesse encontro, mas acabou dando tudo errado
      Eu nem comecei a ver a segunda temporada, porque fiquei achando que não ia ter a magia da primeira... e se o Kikohiko vai ficando mais velhinho então...

      Excluir
    22. Mas, da ajuda do pai ele não pode escapar, ou vai acabar sendo internado numa clínica... Por isso ele não pode rejeitar diretamente.

      Mas... Eles não podem continuar na sua estória Love is stranger?... Sei lá, ainda que como secundários?
      Uma coisa que eu queria te perguntar... O Kyoichi gosta do campo? Tipo... Ele viajaria para relaxar no campo, próximo a uma aldeia de agricultores?...

      A magia da primeira acho difícil também.
      Parece que gira em torno do filho da konatsu, o Yotaro... E eu vi uma imagem da Konatsu penteando o cabelo do Kikuhiko bem mais idoso... (contrastando com a imagem do Kikuhiko jovem penteando e cortando o cabelo da pequena konatsu criança) e pronto... É como se eu visse meu personagem favorito cada vez mais perto da morte. (e assombrado pelo Sukeroku ainda por cima)

      Excluir
    23. Bem ele tá numa situação complicada...
      Ainda assim teve sorte de não ter sido internado quando saiu do hospital

      Talvez eles apareçam como secundários...
      Sim ele gosta de campo e natureza, ele até que gosta de viajar só que sozinho não tinha graça, mas porquê Mel?

      A mim parece ser mesmo isso que a historia não seria focada no Kikuhiko (olha falando nisso eu acho que tambem vi)
      E sinceramente deu me cheiro de morte nessa temporada

      Excluir
    24. Pelo médico o Huang estaria internado sim.
      Mas o pai do Huang ficou com dó do filho desesperado com a ideia. (e tem outro motivo)

      Porque estou numa parte em que o Lawrence está escondido numa casa de campo e ele tem saído sozinho nas proximidades (porque ele fica muito ansioso quando o Master o deixa sozinho)... Ocorreu-me que talvez ele pudesse topar com o Kyoichi...Pensei no Kyoichi porque o Lawrence está num momento de intensa confusão íntima e não tem com quem desabafar, ele não conhece ninguém nas proximidades. Eu ainda não tenho certeza de como seria... Só me ocorreu de madrugada, num dia em que comumente perdi o sono.

      Isso... Cheiro de morte.
      Detesto esse cheiro.

      Excluir
    25. Olha eu tambem ficaria com dó... internar parece como tirar o resto da liberdade...

      Olha essa ideia parece boa... eu queria que os dois viajassem juntos mas nem sei como usar tanta ideia, se quiser colocar como eles estando de férias numa casa de campo pode por ou se tiver uma ideia melhor use á vontade.
      O Kyoichi é bem capaz de o escutar (já imaginado ele o confundir com o Yasuhiko)

      Também eu -.-"

      Excluir
    26. Mel eu vou ter de sair..
      depois se quiser falar sobre o assunto do Lawrence amanhã...tarei de folga:)
      BEIJINHOS

      Excluir
    27. E para o Huang ia ser muito difícil ficar trancado, ele que gosta de fazer tudo a sua maneira.

      Vou pensar direitinho a respeito... Também imaginei o Kyoichi confundindo o Lawrence com o Yasuhiko. ^^"
      Só que tipo... O Yasuhiko poderia ter se afastado um pouquinho para pegar algo nas redondezas? Estou tentando formular devagarinho a cena.

      Excluir
    28. Então ia ser mesmo agoniante ...

      OK :)
      Sim... nem que seja ir comprar algo para comerem ....depois se quiser trocar ideias so dizer^^"

      Excluir
    29. Caso não tenha visto meu comentario acima tou de saida...
      Beijão

      Excluir
    30. Tá legal! Vou escrever algo agora com a C.C e amanhã a gente conversa sobre a ideia do campo.
      Bom descanso, Rima! :)

      Excluir

Oi! (◍•ᴗ•◍)
Veio comentar?
Cada autor desse blog recebe um imenso incentivo a cada comentário.
(Comentários anônimos também são bem vindos ^^")
Agradecemos sua opinião! ٩(๑•◡•๑)۶
Mas, se for apenas comentar sobre erros de gramática, isso é dispensável.

Siga-nos no Facebook

o
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...